Mídia offline alternativa: evolução, tipos e cases

Estar a cada dia mais próximo do público-alvo é um desafio que todas as empresas enfrentam quando o assunto é marketing. Afinal, as mudanças de comportamento e de cenário são constantes na era digital.

Para criar campanhas cada vez mais assertivas, então, é preciso considerar diversos meios como o digital, offline e a mídia alternativa.

Nesse sentido, você sabe quais são as possibilidades quando falamos em mídia offline alternativa? Acompanhe esse artigo para ficar por dentro deste assunto.

 

O que é mídia offline alternativa

Em primeiro lugar, é preciso que você saiba que as mídias alternativas offline usadas no marketing, são aquelas que comunicam foram da TV, do rádio, das revistas e da internet.

Como você deve suspeitar, elas impactam uma quantidade menor de pessoas, mas não deixam de ter sua importância: elas impactam um público bem específico, que certamente está, de alguma forma, relacionado com a sua marca.

 

O que garante a evolução da mídia offline alternativa

E toda a comunicação que é feita hoje, precisa ser bem elaborada e centrada no cliente que, na era da revolução digital tem se mostrado a cada dia mais ultraconectado, informado e, por isso, exigente.

Para que cada consumidor seja impactado e torne-se cliente da sua marca, é preciso ser criativo, surpreendente, inovador e promover interação.

 

Quais são os principais tipos de mídia offline alternativa

Considerando essas características que contribuem para a evolução das mídias alternativas, hoje é possível contar com alguns meios para o marketing, impactando exatamente o público que a sua marca precisa por meio de, por exemplo:

– Mobiliário urbano

– Escadas rolantes de shoppings

– Ônibus e metrô

– Elevadores

– Embalagens

– Espaços em aviões

– Intervenções em prédios e ruas

Como você pode perceber, nesses meios é possível inovar na comunicação e sair fora da caixa para impactar o seu público. Quer saber como algumas marcas conseguiram chamar a atenção de diversos públicos com essas mídias?

 

Acompanhe alguns cases!

Ong WWF e o desmatamento:

A WWF mostrou na prática o que acontece quando os papéis são desperdiçados. Você teria coragem de usar mais do que o necessário se desse de cara com essa comunicação ao secar as mãos?

 

Frontline e seu impacto na luta contra as pulgas e carrapatos:

Quem não quer aliviar esse cachorro ou enxergar as pessoas como as pulgas e carrapatos que estão andando por ele, não é? Frontline parece ser a solução.

 

A adrenalina do Hopi Hari na escada rolante:

E a sensação de friozinho na barriga ao se aventurar em uma montanha-russa? Nada como lembrar dele para querer ir até um parque de diversões. O parque Hopi Hari apostou nisso ao reproduzir o seu brinquedo mais famoso em um shopping. O que achou dessa sacada?

Lembre-se: uma boa campanha de marketing em mídia offline alternativa é aquela que não restringe ao ambiente em que ela é propagada, ela invade também outros meios e se amplifica.

Aproveite essas inspirações para ir além nas suas comunicações e conte conosco para apoiar as suas campanhas!

Posts Relacionados