Morte da mídia offline? Conheça 5 cases que provam o contrário

Combinar estratégias on-line e offiline para divulgar os produtos e serviços continua sendo a melhor estratégia de marketing.

Que nós estamos vivendo na era digital, não podemos negar. Temos quase tudo que precisamos na palma de nossas mãos. É isso mesmo, quase tudo, porque ainda temos uma vida fora das telas, certo?

Bem, é por essas e por outras que no mundo do marketing não podemos decretar a morte das mídias offline. Existe uma vida lá fora e nem todos estão conectados à internet 24 horas por dia.

Dessa forma, as campanhas publicitárias nas mídias tradicionais ainda continuam sendo importantes meios para chegar onde a internet não alcança, para complementar as estratégias de marketing e, ainda, para as marcas transmitirem credibilidade para o público.

 

Campanhas offline e cases de grandes marcas

Não é à toa que grandes marcas continuam apostando nas estratégias de marketing offline para atingirem os mais diversos tipos de público.

Para que você compreenda o quanto as mídias offline podem ser bem aproveitadas, trouxemos alguns exemplos de grandes marcas que continuam apostando nas mídias tradicionais em suas campanhas.

 

Parmalat

Você se lembra da campanha Mamíferos da Parmalat nos anos 1990? Eu aposto que já veio em sua mente a música que embalava os comerciais da marca, ilustrados por crianças vestidas de mamífero. Além do comercial, a marca também distribuía bichinhos de pelúcia para quem comprasse os produtos.Foi uma grande ação offline (já que naquela época o digital ainda não dominava nossas rotinas), que gerou grande visibilidade e faturamento para a marca.

Bem, tamanho foi o sucesso da campanha que, inclusive, em 2015, em pleno advento da era digital, a Parmalat decidiu voltar com essa sua forte campanha, investindo novamente nas ações offline com os famosos mamíferos.

 

Coca Cola

Quando falamos em Coca Cola, logo lembramos também das campanhas de Natal com as quais a marca sempre se preocupa para não deixar de ter a sua presença nas ceias das festas de fim de ano.

Inclusive, certamente você já deve ter parado para assistir ou ouvido falar do caminhão de Natal da Coca Cola que percorre quilômetros pelo Brasil, não só divulgando a marca, como encantando crianças e adultos com o espírito natalino. Assim, não há quem não se lembre da coca cola na hora das compras da ceia, não é mesmo?

Dove

Tratando de assuntos mais atuais, a Dove não fica atrás quando o assunto é campanha em mídias offline. Em Londres e no Canadá, por exemplo, a marca lançou uma campanha que tinha o objetivo de exaltar a beleza real das mulheres.

Em outdoors espalhados pelas cidades, a Dove instigou debates sobre as pressões que as mulheres sofrem em relação ao padrão de beleza.

Essa campanha offline foi muito compartilhada pelo público nas redes sociais, viralizando na internet. Assim, este também é um grande exemplo em que há integração entre as mídias on-line e offline.

 

Netflix

A Netflix é uma plataforma digital de streaming de filmes e séries. Mas se engana quem pensa que ela fica apenas pela internet. A plataforma aproveita a mídia offline como outdoors, cartazes, display de ônibus, relógios e painéis de led para divulgar as suas produções.

Um grande exemplo de aposta na mídia offline pela Netflix, foi o filme Bird Box que estreou em 2018. Na época, não havia quem não tivesse escutado ou lido algo sobre o filme. E o resultado, é claro, foram mais acessos e assinaturas, além de um grande público que assistiu ao filme pela plataforma. A Netflix afirmou que Bird Box teve a maior audiência de sete dias de qualquer filmes originais, com mais de quarenta e cinco milhões de espectadores.

Buser

Por último, trouxemos aqui o exemplo de uma empresa relativamente nova, mas que tem ganhado o mercado a cada dia mais, que é a Buser. Essa empresa oferece viagens de ônibus para diversos destinos com preços mais acessíveis do que aqueles que encontramos nas rodoviárias.

Essa empresa nasceu digitalmente, e para que consiga ganhar cada vez mais público, tem investido também em campanhas offline. Em 2021, por exemplo, a Buser fez uma grande ação no parque Ibirapuera, em São Paulo, em que disponibilizava tapetes de yoga, cadeiras de praia, frisbee e outros itens com seus logos e sua identidade visual para que as pessoas pudessem se divertir e relaxar no parque.

Oferecendo esse tempo de qualidade para o público, a empresa também pôde divulgar a marca e apresentar os serviços que oferece.

 

É preciso aproveitar com criatividade

Como você pôde perceber, quando o assunto é publicidade, as mídias offline não morreram! Por isso, continue aproveitando o melhor que elas têm para oferecer para a sua marca, com criatividade, e conquiste os mais diversos públicos!

Posts Relacionados